Levi Mendes Jr.

A convivência com os humoristas e ilustradores Angeli, Irmãos Caruso, Luiz Gê, Saulo Garroux e Massao Hotoshi na década de 70, trouxe o gosto pelo gesto visual, pela composição e pela luz como canal de expressão e visão de mundo.

Através desta influência, Levi Mendes Jr dirigiu para as câmeras e lentes e a vida agitada do fotojornalismo como via de ação.

Formou–se pelo Senac no ano de 1978, na época um dos melhores cursos de fotografia de São Paulo.

Nos anos seguintes, participou de cursos avançados de fotografia publicitária e Sistema de Zona com o fotógrafo João Musa, na Escola Focus.

A partir de então mesclou a sua atividade de diagramador (Vogue,Versus,Movimento,Editora Abril), com a de fotógrafo amador.

No ano de 1983 iniciou o trabalho como repórter fotográfico para a Agência Angular, o que o leva para os quadros da recém inaugurada Veja SP e Veja, onde permanece até 1986 e dai para a revista Placar onde pode trabalhar junto ao estúdio Abril e tomar maior contato com os trabalhos feitos em estúdio, o que ampliou a sua visão da fotografia e redirecionou os rumos da sua carreira.

A década de 90 foi toda voltada para desenvolvimento destas experiências , aliar a velocidade do fotojornalismo com a técnica de estúdio. Trabalhando para diversos títulos editoriais e empresas comerciais.

Realizou exposição individual, em 1998, na Universidade de Humbold em Berlim, em apoio a ONG Casa do Zezinho.

Nos últimos anos mesmo com atividades intensas, acrescentou o Vídeo em seu currículo, Direção e Roteiro no Educine USP, Edição e Câmera no Senac e especialização em documentário no AIC de São Paulo.

Em 2008, participou do Livro “Art Book Brazil” ,10 fotógrafos Brasileiros da Editora Décor, com o ensaio Dança das Araucárias, e colabora com as imagens do Livro “Zona de Guerra” de Ex Zezinho Marcos Lopes.

2009, foi autor e fotógrafo do livro “Zezinhos Sto Antônio das Artes” para a Ong Casa do Zezinho, na zona Sul de São Paulo.

2010, realizou o registro fotográfico para o livro “Cidadania Viva: Práticas Socioeducativas em São Miguel Paulista” para a Fundação Tide Setúbal.